Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW THE MIDNIGHT GOSPEL - 1ª Temporada

Autor: Daniel Moreira
REVIEW THE MIDNIGHT GOSPEL - 1ª Temporada
Antes tarde do que nunca! Mais de 4 mês após o lançamento de The Midnight Gospel na Netflix eu finalmente fui assistir a essa viagem filosófica.  Talvez a minha nova smart TV gigantesta tenha contribuído para eu começar a apreciar os visuais psicodélicos e surreais do podcast, digo, do seriado.
Acompanhamos a história de Clancy, um podcaster que viaja através de um simulador de universos procurando boas histórias, cada episódio o nosso protagonista visita um mundo diferente e grava entrevistas para transmitir para quem quiser ouvir. Criada por Pendleton Ward de Hora de Aventura e Duncan Trussell, comediante e host do podcast  Duncan Trussell Family Hour, que serviu de inspiração e fonte direta para todos episódios.
O tema principal da série é a influência do apocalipse na vida das pessoas, quais são as reverberações que tal acontecimento gera, por isso, em cada episódio mostra o Clancy acompanhando o final de um mundo. Qu…

REVIEW: O Incrível Mundo de Gumball

o incrivell mundo de gumball
O Incrível Mundo de Gumball


Review: O Incrível Mundo de Gumball


O Cartoon Network é um canal que possui produções que marcaram pessoas a um nível profundo e que hoje lembramos dos bons tempos com muito carinho. O Incrível Mundo de Gumball é umas dessas produções. Poderia fazer uma lista gigantesca de coisas boas sobre essa série, ou comentar cada episódio de tão rico que é, mas vou resumir aqui nesse post e quem sabe conseguir convencer você a dar uma chance pra família Waterson.

A começar pelo visual, as cores extremamente vibrantes chamam atenção logo de cara e por ser em formato de animação tudo nesse mundo é exagerado e levado ao extremo. Numa mesma cena, o 2D, 3D, live action, estilizado e stop motion se misturam para fazer valer o título da série. Tudo é super bem representado, cada expressão de perda ou de alegria é mostrada de um jeito mais engraçado e surreal possível, tudo isso em favor da história, nada é sem sentido, a não ser que essa seja a piada.

A história é uma das coisas mais inteligentes e ácidas dos últimos tempos. É comum as personagens estarem presas em algum dilema moral que reflete a natureza humana ou mais simples como um dia de procrastinação. Uma das coisas mais envolventes na série é que eles falam sobre temas complexos dentro de uma linguagem que é super simples e didática, sem subestimar em nenhum momento a inteligência de quem está assistindo. Coisas como o sentido da vida, depressão, patriarcado, primeiro beijo, primeiro amor, ciúmes, encontros online, provas, intolerância, totalitarismo, anarquia e preguiça são alguns dos muitos temas que a serie retrata. É bom ressaltar que por baixo de carinhas fofas (as vezes nem tanto) tem algumas raridades sobre o comportamento humano e que é super fácil de se identificar porque a gente passa por muitas situações parecidas.

o incrivel mundo de gumball
Família Waterson
Ben Bocqueler é o criador da serie além de ser produtor e roteirista, é um dos motivos da serie ser o que é. É notável que o pessoal por trás das câmeras percebeu que ao longo dos anos o público que acompanhava a série também foi crescendo e os temas abordados puderam evoluir em conjunto. Os episódios são curtos, geralmente de 11 minutos cada, apesar de não ter tempo para desenvolver grandes histórias, tudo é contado de uma forma direta  e ao ponto, sem tempo para enrolações. Os personagens são baseados em alguns clichês, o que faz com que eles já tenham um background pré-estabelecido, mas a genialidade está em entender esses clichês e quebrar com as nossas expectativas.

A base da série é com uma das formulas utilizadas por muitas sitcons, uma família comum em que a gente acompanha as aventuras deles. As referências à cultura pop é extensa, filmes, jogos, séries, personalidades, se você prestar atenção pode encontrar de tudo lá. Feito para agradar de crianças a senhores de 80 anos a serie consegue brincar com todo mundo e apesar de ter um visual que pode ser considerado infantil, é na verdade a representação do incrível, em como o Gumball ver o mundo. Além de morar no meu coração, eles conseguiram agradar vários críticos, ganhando prêmios importantes como: ANNIE (o Oscar das animações), EMMY e BAFTA, 

Minhas Redes Sociais

Comentários

Postagens mais visitadas