Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW THE MIDNIGHT GOSPEL - 1ª Temporada

Pôster da Série Autor: Daniel Moreira REVIEW THE MIDNIGHT GOSPEL - 1ª Temporada Antes tarde do que nunca! Mais de 4 mês após o lançamento de The Midnight Gospel na Netflix eu finalmente fui assistir a essa viagem filosófica.  Talvez a minha nova smart TV gigantesta tenha contribuído para eu começar a apreciar os visuais psicodélicos e surreais do podcast, digo, do seriado. Acompanhamos a história de Clancy, um podcaster que viaja através de um simulador de universos procurando boas histórias, cada episódio o nosso protagonista visita um mundo diferente e grava entrevistas para transmitir para quem quiser ouvir. Criada por Pendleton Ward de  Hora de Aventura  e Duncan Trussell , comediante e host do podcast   Duncan Trussell Family Hou r,  que serviu de inspiração e fonte direta para todos episódios. O tema principal da série é a influência do apocalipse na vida das pessoas, quais são as reverberações que tal acontecimento gera, por isso, em cada episódio mostra

Ainda Existem Astros de Hollywood?

Lupita Niong'o no Oscar
Lupita Niong'o no Oscar 



Ainda Existem Astros de Hollywood?


Que o mundo evolui isso é obvio, tudo dentro dele precisa se adaptar para acompanhar essa evolução, isso inclui a industria do entretenimento. Imagina se as musicas ainda fossem punk rock como nos anos 80 ou só pop como nos anos 2000. De lá para cá, foram surgindo novos estilos e tudo isso reflexo do ambiente de seus respectivos anos, além de entreter a musica relata a realidade de seu período histórico. Com os filmes isso não é diferente.

Astros de Hollywood sempre foram um bom chamativo/propaganda para um filme, antes da internet ser popularizada eles eram como seres intocáveis, super exaltados e superestimados, eram idolatrados. Mas com o passar do tempo e a facilidade do acesso a informação de uma forma globalizada a internet pode ter tirado o status de ser inalcançável, já que é possível ter noticias 24h por dia do seu ator preferido e saber absolutamente tudo o que ele gosta. Antigamente eram apenas nas aparições televisionadas e tapetes vermelhos, época de um ambiente mais controlado onde tudo era planejado, hoje em dia não se tem mais esse poder, o encanto meio que foi se perdendo.

Fica a pergunta, qual foi a última vez que você foi no cinema só por causa de um determinado artista?

Com isso hoje em dia é muito mais difícil criar novas estrelas de cinema, até mesmo ter um bilheteria bilionária não é valia para ser movie star, como por exemplo Robert Downey Jr. que é o rosto mais importante das primeiras fazes do Universo Cinematográfico da Marvel, ele é o Homem de Ferro, um dos heróis mais conhecidos hoje em dia. O ultimo filme com sua participação teve uma bilheteria de mais de 2.797 bilhões de reais e quando comparado com o seu filme mais recente, o Dolittle teve uma bilheteria de menos de 150 milhões de reais, o filme nem se pagou já que o orçamento foi de 175 milhões sem contar a publicidade.

Já que a industria não é a mesma dos anos 90 por exemplo, então talvez não seja justo comparar, mas a realidade é que para um ator ter influência ele precisa ter carisma, atrair público e acima de tudo dar lucro. Talvez o segredo seja equilibrar uma carreira com filmes mais independentes para ter aceitação dos críticos, poder ganhar vários prêmios, ser reconhecido e do outro lado participar de uma grande franquia já que hoje vivemos em uma era onde os clientes são fieis a certas marcas e não a uma estrela.

Minhas Redes



Comentários

Postagens mais visitadas