Pular para o conteúdo principal

Destaques

Review Aves de Rapina - O Filme da Arlequina

Autor: Daniel Moreira
Review Aves de Rapina - O Filme da Arlequina

Quando se trata dos filmes da DC sempre ficamos com um pé atrás. Às vezes a gente tem boas surpresas, mas quando olhamos o histórico de lançamentos, a empresa sempre deixa a desejar. No entanto, é a DC que sempre ganha prêmios importantes e levanta discussões calorosas sobre assuntos relevantes, tudo isso devido a experimentação. 
Aves de Rapina e a Emancipação Fantabulosa de uma Arlequina conta a história de como a doutora Quinzel se tornou a protagonista de sua história. Depois de terminar um relacionamento extremamente abusivo com o Coringa, ela se vê desamparada e sem ter um propósito. Agora sem a proteção de ser a companheira do palhaço mais famoso de Gotham, vários vilões querem acertar as contas com ela.  A Margot Robbie que também é produtora do filme nasceu para esse papel, ela traz uma leveza, uma inocência e uma maldade pra personagem única. Nessa história a gente pode acompanhar melhor como é um dia na vid…

A OPORTUNIDADE DESPERDIÇADA DE FROZEN II

FROZEN ii POSTER
Poster de Frozen II


A OPORTUNIDADE DESPERDIÇADA DE FROZEN II 


Frozen (2013) foi um filme importante para os estúdios disney, um sucesso gigantesco e global que ninguém esperava, uma novidade refrescante para as animações, merchandising de todos os tipos. Let it Go, a música da rainha Elsa, foi tocada mil vezes, replicada, parodiada e revirada de todas as formas possíveis, chegou a ganhar o oscar de melhor canção original - merecido - na edição de 2014. Isso tudo com um filmes que apesar dos clichês, trazia uma história de amor verdadeiro entre irmãs.

Muito se falou sobre a sequência do maior filme de animação de todos os tempos, o seu sucessor, Frozen II, que bateu o próprio recorde de animações com maior bilheteria já arrecadada até o momento, vem para continuar a história da família real de Arendelle. Infelizmente o filme traz um roteiro fraco, músicas cansativas e personagens que ninguém se importa. O filme começa com o reino indo bem, e a realeza vivendo em harmonia com seus súditos, até que a rainha começa ouvir um chamado distante, os aldeões são ameaçados por um perigo misterioso e toda a equipe parte em uma aventura para descobrir o que está causando as anomalias e quem está chamando.

frozen elsa anna kristoff
Elsa, Anna e Kristoff.
A Elsa é de longe uma das melhores partes do filme, junto com o Olaf. Ela é o centro de toda história e é a que mais evoluiu desde o primeiro longa. Aqui podemos entender de onde veio seus poderes e finalmente ela encontra um propósito na vida, algo que realmente vale a pena lutar. A Anna fica a maior parte do filme preocupada com ela. Perdi as contas de quantas vezes ela disse: "Elsa, você está bem?", ela tem um senso de proteção da irmã que chega a ser irritante; é compreensível que a Anna queira cuidar tão bem da Elsa, principalmente depois de ter passado tanto tempo longe, mas resumir a personagem a só isso,  nos trinta minutos finais ela cantar uma música e de repente ter vontade própria é no mínimo preguiçoso.

O Kristoff é um personagem que pode ser completamente apagado da história e o filme não mudaria em nada. Ele passa toda a viagem tentando pedir a Anna em casamento e é isso. Olaf é o outro personagem que tem desenvolvimento. Agora, depois de um tempo de vida, ele está questionando a própria existência, o humor e a inocência do personagem é a alma do filme, a dublagem em português feita pelo Fábio Porchat é um charme a parte.

Visualmente o filme é impecável. O estúdio prestou atenção em todos os detalhes, das montanhas ao fundo até a roupa dos protagonistas, tudo é muito bonito, cheio de textura com cores vivas que é super imersivo e deixa a gente com vontade de conhecer mais um pouco do mundo deles. As músicas em sua maioria são massantes, exceto as da Elsa que tem muita energia, Into the Unknown é viciante. Tudo que a Elsa faz é interessante e ela usando seus poderes é uma das coisas mais bonitas já feita em animação, poderia ver um filme só sobre os desafios da Elsa agora que ela encontrou seu lugar no mundo, acompanhada do Olaf.

FROZEN II
Pôster de Frozen II

Por fim, Frozen II é um filme com alguns personagens interessantes, traz poucas novidades em termo de roteiro e não faz muita coisa para que a gente se importe com os protagonistas, nem mesmo os coadjuvantes, o que faz sentido a sequência não ser indicada ao oscar 2020 na categoria de melhor animação. Com uma oportunidade desperdiçada, o filme pode agradar talvez as crianças mais desatentas, mas tirando o seu visual deslumbrante e o amor pelos personagens construído pelos últimos anos, Frozen II apresenta questionamentos mais maduros, mas acaba se tornando desnecessário por optar por colocar seus heróis em caminhos tão chatos.

Minhas Redes Sociais

Comentários

Postagens mais visitadas