Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984

Pôster do Filme Autor: Daniel Moreira   REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984  Estamos vivendo uma revolução na forma de ver filmes, os serviços de streaming estão cada vez mais conquistando o seu espaço no dia-a-dia dos espectadores e a grande aposta do HBOMAX foi justamente a estreia de um dos maiores filmes do ano no serviço de streaming e nos cinemas ao mesmo tempo. Se isso vai ser o novo normal ou se vai trazer lucros só o tempo dirá, o fato é que Mulher Maravilha 1984 está entre nós. Atenção, essa review pode conter leves spoilers. Um artefato muito antigo criado por um Deus concede aquele que o possui o seu maior desejo, infelizmente vai parar em mãos erradas e a Mulher Maravilha precisa enfrentar o vilão e impedir o fim do mundo. Patty Jankins retorna na direção da sequência, dessa vez muito mais a vontade. Devido ao grande sucesso do primeiro filme, o estúdio deu carta branca pra ela criar a sua versão e isso é refletido nas poucas cenas de ação, nos diálogos profundos e na mensa

OS TIPOS DE FOCALIZAÇÃO (Ou Foco Narrativo)

OS TIPOS DE FOCALIZAÇÃO (Ou Foco Narrativo)
Psicose, 1960, Alfred Hitchcock


Autor: Luca Alves

OS TIPOS DE FOCALIZAÇÃO (Ou Foco Narrativo)


Como mencionado na postagem sobre tipos de narrador (Gérard Genette), o narrador onisciente, aquele que sabe tudo sobre as personagens, na verdade, faz parte dos tipos de foco narrativo - tema desta postagem. Além do narrador onisciente, existem outros tipos de focalização, mas antes de conhecê-los, é importante entender o que é e como funciona todo esse esquema chamado focalização (ou foco narrativo). 

A partir da postagem sobre os tipos de narrador (Gerárd Genette), é possível entender que narrador, autor e personagem nem sempre são a mesma pessoa. O narrador, quem de fato nos interessa nessa postagem, é a pessoa que conta uma história; o foco narrativo é o modo como o narrador conta essa história.

Além do narrador onisciente, aquele que sabe tudo sobre as personagens, existem as focalizações chamadas ponto de vista e câmera, totalizando três tipos de foco narrativo no fim das contas. Enquanto que o narrador onisciente sabe tudo sobre as personagens, o narrador que opta pela narração pelo ponto de vista foca apenas em um personagem, seus sentimentos, seus pensamentos, suas conclusões; você vive a história por um único ponto de vista, diferente do narrado onisciente que de tudo e de todos sabe.

A câmera, como o próprio nome sugere, e o tipo de narrativa que simula a narração cinematográfica - sobre historia das personagens nada sabe e que sua participação na narrativa e completamente neutra. Acompanhamos os fatos na medida em que eles acontecem.

Minhas Redes Sociais: 

Comentários

Postagens mais visitadas