Pular para o conteúdo principal

Destaques

Future Nostalgia: O TOPO DA ASCENSÃO DA DUA LIPA?

Autor: Luca Alves Future Nostalgia: O TOPO DA ASCENSÃO DA DUA LIPA? Nota: 4/5


É de tamanha excelência a qualidade do Future Nostalgia que foi uma das missões mais difíceis da minha vida expressar em fiéis palavras a extremidade artística positiva que este álbum representa. Estive tenso por tentar não deixar passar nada porque é de uma complexidade e inteligência lírica-compositora tão grande que eu estaria faltando com a honestidade se eu não deixasse muito claro que este álbum é simplesmente O ÁLBUM. E é lindo ver o mínimo, porém impactante amadurecimento da Dua Lipa depois do álbum homônimo porque a ela foi entregue o difícil papel de salvadora da música pop, quando em meados de 2017 ela tomou total protagonismo do gênero com New Rules sendo creditada como um dos pilares que representaria a música pop pelos próximos anos, e facilmente assumiu esse posto, não aproveitando muita coisa do tropical house em dominância no seu primeiro álbum, mas mantendo as composições maduras por um vié…

LITERATURA: DIGRESSÃO EM BEOWULF

digressão beowulf
Beowulf por Britt Martin

LITERATURA: Digressão em Beowulf

Autor: Luca Alves

O termo digressão vem do latim dis (fora, afastado) gradi (caminhar, dar um passo), e na literatura é um recurso utilizado para introduzir nas narrativas primárias as narrativas secundárias de forma que ambas se distanciem uma da outra, mas sem perder completamente a ligação entre si. É como romper a continuidade de um assunto para introduzir outro que a principio pode ou não ter muita ligação com o texto principal.

A digressão tem sido utilizada como recurso narrativo em inúmeras produções literárias ao longo dos séculos. Em Beowulf, poema épico escrito por volta do século sete e de autoria desconhecida, as digressões são apresentadas por meio de abordagens simultâneas à história principal: o jovem Beowulf ajuda o rei dinamarquês Heothgar a derrotar Grendel, criatura responsável pela morte dos súditos do rei, e após a morte de Grendel, Beowulf precisou matar também a mãe de Grandel, que veio em busca de vingança pela morte do filho. Não suficiente, Beowulf, que quando mais velho se tornou rei, precisou enfrentar mais uma criatura, no entanto, dessa vez com um final pouco desejado: Beowulf mata um dragão que ameaça seu reino, mas morre durante a luta com ele.

Na história de Beowulf, as digressões surgem em vertentes dentro da própria história principal. Geralmente são tópicos do cotidiano listados dentro da história do herói. Por ser a produção mais conhecida do inglês arcaico, Beowulf e suas digressões permitem compreender melhor a forma de produzir arte nos primeiros séculos do milênio passado.

Minhas Redes Sociais: 

Comentários

Postagens mais visitadas