Pular para o conteúdo principal

Destaques

GRAMMY: POR QUE A LADY GAGA MERECE LEVAR O PRÊMIO DE ÁLBUM DO ANO?

Autor: Luca Alves GRAMMY: POR QUE A LADY GAGA MERECE LEVAR O PRÊMIO DE ÁLBUM DO ANO?
Há um ano debutava no topo da parada de discos da Billboard o A Star is Born com 231 mil cópias comercializadas no território americano. Pouco mais de um ano desde o seu lançamento, a trilha sonora do Nasce Uma Estrela soma mais de 6 milhões de cópias comercializadas ao redor do mundo e mantém uma estabilidade que talvez supere fácil a marca de 8 milhões de cópias vendidas até o dia da cerimônia do Grammy, que geralmente acontece entre o fim de janeiro e o início de fevereiro. 
Essa não é a primeira vez que a Lady Gaga recebe grande atenção para a principal categoria do Grammy. Quase todos os álbuns da Gaga foram indicados à categoria Álbum do Ano, e todos até o momento não foram bem-sucedidos para os votos da Academia. Em 2008, a Lady Gaga fez uma estréia estrondosa causando impactos notórios à cultura pop com o The Fame, mas só isso não foi o suficiente para a bancada honrar o álbum com o título de …

REVIEW: com Speak Your Mind, Anne-Marie é a luz no fim do túnel para a música pop

speak your mind cover
Speak Your Mind, 27 de abril de 2018, Anne-Marie.

Autor: Luca Alves

REVIEW: Com Speak Your Mind, Anne-Marie é a luz no fim do túnel para a música pop

Depois de grandes sucessos como Alarm, Ciao Adíos, Rockabye e FRIENDS, Anne-Marie traz ao mundo o Speak Your Mind, seu primeiro álbum de estúdio, com todos os hits mencionados e mais um bocado de hits em potencial. Anne-Marie traz um vislumbre de música pop de qualidade que não víamos desde 2012. Nostálgico e acolhedor, assim eu definiria o Speak Your Mind, o tipo de álbum que dá vontade de ouvir do início ao fim sem sentir o peso do cansaço.

Para seu álbum de estréia, Anne tem trabalhado aspectos genuinamente pop, letras fáceis de serem digeridas e de caráter universal, sem um público específico. Uma boa maneira de se inserir no mercado fonográfico mundial. Para um álbum de estréia, ela já tem características próprias, estilo definido e identidade visual para uma era bem estabelecida - mesmo que seja o genérico da música pop. Ela soube tirar proveito do clichê para criar algo próprio e original na medida do possível.

Speak Your Mind é um dos poucos materiais lançados esse ano até o momento com qualidade acima da média em todas as faixas (ou quase todas, dependendo do humor). Tentei fazer um top três das minhas músicas favoritas do álbum, como de costume, mas não consegui. São tantas músicas favoritas que não fui capaz de listar apenas três. Além dos singles/singles avulsos/faixas bônus Alarm, Ciao Adíos, Rockabye, Heavy, Then, FRIENDS e 2002, eu vejo potencial  para o sucesso em Trigger, Perfect e Bad Girlfriend. São acolhedoras assim como todas as outras faixas de sucesso do álbum. Nelas contêm características bem comerciais sem serem agressivas ou apelativas, diferente do que tem aparecido em muitas faixas recentes na indústria - tentativas de "salvar" o pop a todo custo.

O Speak Your Mind recebe nota 62 pelo Metacritic. Duas notas a menos e ele cairia para uma classificação de álbum mediano para a crítica especializada. Eu discordo de muitas avaliações do Metacritic, mesmo que seja a fonte mais buscada e, para muitas pessoas, a mais confiável sobre análise de materiais. Eu daria uma nota maior. Talvez 75. Acredito que o Speak Your Mind não seja o ápice artístico da Anne-Marie, no entanto não é para tão pouco. Speak Your Mind tem sido a luz no fim do túnel para a música pop no ano de 2018, tem sido os refrescos para quem curte apenas relaxar, viver o momento, tem sido a pausa para respirar que muitos têm buscado no meio da bagunça que a música pop tem passado nos últimos anos. Recomendo o Speak Your Mind. Have a break!

Minhas Redes Sociais: 

Comentários

Postagens mais visitadas