Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984

Pôster do Filme Autor: Daniel Moreira   REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984  Estamos vivendo uma revolução na forma de ver filmes, os serviços de streaming estão cada vez mais conquistando o seu espaço no dia-a-dia dos espectadores e a grande aposta do HBOMAX foi justamente a estreia de um dos maiores filmes do ano no serviço de streaming e nos cinemas ao mesmo tempo. Se isso vai ser o novo normal ou se vai trazer lucros só o tempo dirá, o fato é que Mulher Maravilha 1984 está entre nós. Atenção, essa review pode conter leves spoilers. Um artefato muito antigo criado por um Deus concede aquele que o possui o seu maior desejo, infelizmente vai parar em mãos erradas e a Mulher Maravilha precisa enfrentar o vilão e impedir o fim do mundo. Patty Jankins retorna na direção da sequência, dessa vez muito mais a vontade. Devido ao grande sucesso do primeiro filme, o estúdio deu carta branca pra ela criar a sua versão e isso é refletido nas poucas cenas de ação, nos diálogos profundos e na mensa

Com referências a Bauman, Newton Brito lança Modernidade Líquida

newton brito modernidade liquida
Modernidade Líquida, 2018, Newton Brito

Com Referências a Bauman, Newton Brito lança Modernidade Líquida 

Autor: Luca Alves

Newton Brito é minha mais recente recomendação no cenário independente com raízes MPB e com aquela pegada must-listen que eu não tenho trazido ao An Diorior há um bom tempo - desde o Atlas do Yan Paiva em 2016, na verdade. Encontrei o Newton em uma daquelas esporádicas buscas no Youtube sobre música popular brasileira. A busca em questão me levou a um cover que ele fez de Onde Anda Você do Vinicius de Moraes - e, depois de Modernidade Líquida, seu mais recente single, Onde Anda Você, cover do Newton Brito, é por onde devem-se guiar para melhor conhecer o trabalho dele. 

Newton é de Riachão do Dantas, SE, é cantor e compositor independente, e com seu mais recente trabalho, Modernidade Líquida, ele traz referências de Zygmunt Bauman para falar da superficialidade nos relacionamentos na era contemporânea.  Na música ele trabalha elementos atuais sem deixar de lado os elementos que acompanham a MPB há um tempo, criando uma atmosfera acolhedora, atemporal e nostálgica para quem nela é suavemente inserido.



Modernidade Líquida é além de um trabalho sonoro e comercial; Modernidade Líquida é um projeto visual e tanto. Na última quinta-feira, 19 de abril, foi lançado o videoclipe para promover a música no canal do Newton Brito no Youtube. É uma produção - novamente - independente com direção e roteiro de Andrey Costa e Luiz Michael que conta por metáforas como se aplica o conceito de amor líquido discutido por Bauman. Em conversa, Luiz Michael descreve o clipe como uma produção desafiadora, pois trabalhar o gênero ficção ao mostrar um relacionamento entre uma pessoa de carne e osso e um robô dentro da MPB, com baixo custo e de forma independente o fez pensar várias vezes em mudar o roteiro: "Desde o início, Andrey e eu sempre sabíamos que iríamos enfrentar muitas dificuldades com a realização desse projeto, pois trabalhar com o gênero de ficção cientifica numa produção independente, sem orçamento, seria nosso maior desafio".

A música está disponível em todas as plataformas digitais. Aproveite e siga também a playlist do blog no Spotify: An Diorior.

Minhas Redes Sociais

Instagram - Facebook - Twitter

Comentários

Postagens mais visitadas