Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984

Pôster do Filme Autor: Daniel Moreira   REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984  Estamos vivendo uma revolução na forma de ver filmes, os serviços de streaming estão cada vez mais conquistando o seu espaço no dia-a-dia dos espectadores e a grande aposta do HBOMAX foi justamente a estreia de um dos maiores filmes do ano no serviço de streaming e nos cinemas ao mesmo tempo. Se isso vai ser o novo normal ou se vai trazer lucros só o tempo dirá, o fato é que Mulher Maravilha 1984 está entre nós. Atenção, essa review pode conter leves spoilers. Um artefato muito antigo criado por um Deus concede aquele que o possui o seu maior desejo, infelizmente vai parar em mãos erradas e a Mulher Maravilha precisa enfrentar o vilão e impedir o fim do mundo. Patty Jankins retorna na direção da sequência, dessa vez muito mais a vontade. Devido ao grande sucesso do primeiro filme, o estúdio deu carta branca pra ela criar a sua versão e isso é refletido nas poucas cenas de ação, nos diálogos profundos e na mensa

Noite por Jéssica Borges

Åke Mattas, sleeping (1962)
Åke Mattas, sleeping (1962)

Ela vem, veio, virá... Às vezes suave, às vezes de forma bruta, às vezes precisa, às vezes inesperada, às vezes nem você desejada, e, se desejada, ainda assim, dói. E como dói. Sua presença dilacera um diamante, derruba até gigante. Se te beija, te rouba tudo. Seu último suspiro. Sua última lembrança. E não só a sua, mas a esperança de todos que se agarram naquela moça chamada Fé. Ela não tem piedade, não tem pena, não se comove com a sua cena, não escuta seu clamor. Há quem diga que é surda. Mas seja como for, cuidado por onde andas. 

Comentários

Postagens mais visitadas