Pular para o conteúdo principal

Destaques

REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984

Pôster do Filme Autor: Daniel Moreira   REVIEW: MULHER MARAVILHA 1984  Estamos vivendo uma revolução na forma de ver filmes, os serviços de streaming estão cada vez mais conquistando o seu espaço no dia-a-dia dos espectadores e a grande aposta do HBOMAX foi justamente a estreia de um dos maiores filmes do ano no serviço de streaming e nos cinemas ao mesmo tempo. Se isso vai ser o novo normal ou se vai trazer lucros só o tempo dirá, o fato é que Mulher Maravilha 1984 está entre nós. Atenção, essa review pode conter leves spoilers. Um artefato muito antigo criado por um Deus concede aquele que o possui o seu maior desejo, infelizmente vai parar em mãos erradas e a Mulher Maravilha precisa enfrentar o vilão e impedir o fim do mundo. Patty Jankins retorna na direção da sequência, dessa vez muito mais a vontade. Devido ao grande sucesso do primeiro filme, o estúdio deu carta branca pra ela criar a sua versão e isso é refletido nas poucas cenas de ação, nos diálogos profundos e na mensa

Segundo Eu Me Chamo Antônio (Pedro Gabriel)

Segundo Eu Me Chamo Antônio
Que tipo de pessoa começa uma série de livros pelo último livro lançado? Eu mesma, Andrea Mello. Aproveitei que eu teria um tempinho na dentista e comprei ali por perto o tão falado Eu Me Chamo Antônio. Só achei o segundo, então foi ele mesmo. Não me julguem até porque é um livro de poesias, então, não necessariamente precisava ler o primeiro para entender o segundo (eu espero, né?)

Segundo Eu Me Chamo Antônioaí mais um livro que eu não recomendo. Primeiro, eu não gosto muito de poesias, salvo poucas exceções. Segundo, ele não tem nada demais. Tem uma ou outra poesia que é interessante. O resto se divide em poesias sem muito sentido e poesias pouco legíveis por causa da fonte usada. 

Segundo Eu Me Chamo Antônio
Segundo Eu Me Chamo Antônio
Talvez eu leia o primeiro na expectativa de que seja melhor do que o segundo, porque vai que ele fez uma seleção de poesias melhores para o primeiro e a segundo foi meio que um "resto". Acontece muito isso. Pelo o que eu vi na página do livro (de onde tudo começou), as poesias do Pedro Gabriel, vulgo Antônio, segue o mesmo padrão, então, né? vou na expectativa de que seja melhor, mas vou com o pézinho firme no chão, preparado para decepção 2.0.

Nota: 1/5 / Editora: Intrínseca/ ISBN: 978-85-8057-735-8 / Páginas: 177

Minhas Redes Sociais:


Comentários

  1. Eu nem me arrisco em pegar esse livro porque tenho certeza que não vou gostar. Poesia não é pra mim, e sua resenha só me deu mais certeza disso. As ilustrações e toda a edição é realmente linda, mas uma obra não se faz de só imagens a serem admiradas né :/

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho vontade de ler ele, pra tirar minhas próprias conclusões.

    diamanteturquesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Eu não curto muito poesia, então provavelmente não vou ler esse livro :/

    www.robsonvascovith.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas