Pular para o conteúdo principal

Destaques

Future Nostalgia: O TOPO DA ASCENSÃO DA DUA LIPA?

Autor: Luca Alves Future Nostalgia: O TOPO DA ASCENSÃO DA DUA LIPA? Nota: 4/5


É de tamanha excelência a qualidade do Future Nostalgia que foi uma das missões mais difíceis da minha vida expressar em fiéis palavras a extremidade artística positiva que este álbum representa. Estive tenso por tentar não deixar passar nada porque é de uma complexidade e inteligência lírica-compositora tão grande que eu estaria faltando com a honestidade se eu não deixasse muito claro que este álbum é simplesmente O ÁLBUM. E é lindo ver o mínimo, porém impactante amadurecimento da Dua Lipa depois do álbum homônimo porque a ela foi entregue o difícil papel de salvadora da música pop, quando em meados de 2017 ela tomou total protagonismo do gênero com New Rules sendo creditada como um dos pilares que representaria a música pop pelos próximos anos, e facilmente assumiu esse posto, não aproveitando muita coisa do tropical house em dominância no seu primeiro álbum, mas mantendo as composições maduras por um vié…

Poesias de Bruno Inácio

Bruno Inácio
Imagem: Bruno Inácio
Semana passada fui pego, totalmente desprevenido, pelas poesias do Bruno Inácio, a pessoa por trás da página O Mundo na Minha Xícara de Café. Minha primeira impressão ao ver seu trabalho foi de estar prestes a lidar com alguém que entende do que faz, e conversando com ele para essa postagem, me certifiquei que o rapaz é realmente muito, muito bom.

Aos 24 anos de idade, Bruno, que nasceu e cresceu em Ituverava, cidade no interior de São Paulo, além de trabalhar como jornalista, também divide seu tempo escrevendo: escrevendo para sua página; escrevendo para o site Obvious e escrevendo alguns livros, dos quais pretendo fazer resenha em breve.

Bruno Inácio
Imagem: Bruno Inácio
Bruno Inácio
Imagem: Bruno Inácio
Bruno escreve poesias há sete anos, mais ou menos, mas só agora teve coragem de mostrá-las para o mundo. Sua página existe desde fevereiro deste ano e já soma mais de 15 mil curtidas. Quando eu o perguntei sobre suas inspirações, a sua resposta foi tão encantadora que, sério, eu precisava postá-la aqui: "Eu gosto muito do cotidiano. Acho que minha inspiração vem justamente disso: de coisas que estão bem na nossa frente e muita gente não vê. Eu gosto de sorrisos, do formato das nuvens, das estrelas, do sol se pondo."


Além do cotidiano, algumas artes, em especial a música, também fazem parte do seu processo criativo. Alguns dos seus favoritos são The Beatles, Pink Floyd, Queen, Bob Dylan e alguns cantores nacionais como Caetano e Cazuza. Então, que nunca falte música no seu dia a dia, Bruno. Nossas almas agradecem.

Minhas Redes Sociais:


Comentários

Postagens mais visitadas