Pular para o conteúdo principal

Destaques

GRAMMY: POR QUE A LADY GAGA MERECE LEVAR O PRÊMIO DE ÁLBUM DO ANO?

Autor: Luca Alves GRAMMY: POR QUE A LADY GAGA MERECE LEVAR O PRÊMIO DE ÁLBUM DO ANO?
Há um ano debutava no topo da parada de discos da Billboard o A Star is Born com 231 mil cópias comercializadas no território americano. Pouco mais de um ano desde o seu lançamento, a trilha sonora do Nasce Uma Estrela soma mais de 6 milhões de cópias comercializadas ao redor do mundo e mantém uma estabilidade que talvez supere fácil a marca de 8 milhões de cópias vendidas até o dia da cerimônia do Grammy, que geralmente acontece entre o fim de janeiro e o início de fevereiro. 
Essa não é a primeira vez que a Lady Gaga recebe grande atenção para a principal categoria do Grammy. Quase todos os álbuns da Gaga foram indicados à categoria Álbum do Ano, e todos até o momento não foram bem-sucedidos para os votos da Academia. Em 2008, a Lady Gaga fez uma estréia estrondosa causando impactos notórios à cultura pop com o The Fame, mas só isso não foi o suficiente para a bancada honrar o álbum com o título de …

Por que a Lady Gaga Perdeu o Oscar?

Lady Gaga Oscar 2016

Por que Lady Gaga não ganhou Oscar. Imagem: Lady Gaga Oscar 2016

Agora não há muito o que fazer além de disseminar esse sentimento de injustiça pela internet. Tentei superar a noite passada, mas ainda não fui sequer capaz de opinar sobre, quem dirá aceitar a derrota da Lady Gaga no octogésimo oitavo Oscar pela música Til It Happens To You. 

Esse não é um texto falando o quão indigno foi dado o título de Melhor Canção Original a Writing's On The Wall. Sam Smith tem potencial para isso. Todos estamos de acordo que ele é um grande músico e merece todo reconhecimento pelo seu trabalho. Esse é um texto sobre o quão indigno não ter sido dado o título de Melhor Canção Original a TIHTY.

Eu, assim como meia América, apostei todas as minha fichas na Lady Gaga, e isso posteriormente foi motivo de piadinhas por outros fandoms. Nós, little monsters, estávamos confiantes e tínhamos motivos para tal confiança, afinal, estávamos lidando com uma música poderosíssima e realmente original. 

Não passou pela minha cabeça uma derrota. Avaliei não só os filmes dentro das suas categorias - que, na minha opinião, também houve escolhas injustas - como todas as músicas e, cara, não tinha para ninguém além da Gaga. Montei um grupinho de comentaristas, - Gisele Porto e Caique Souza - os melhores, só para constar, e no momento da derrota foi um choque, o qual me fez pensar onde a Mãe Monstro errou. 

Li um comentário no clipe da música que levou a Lady Gaga ao Oscar feito por uma garota que dizia o quão irônico é ver as pessoas dizendo que a música pop só produz lixo, com letras insignificantes, sem conteúdo, mas quando algo como Til It Happens To You é feito nem sequer é tocado nas rádios. 1x0 para os monstrinhos. Segura essa informação aí porque a usarei lá na frente. 

Semana passada rolou o Brit Awards, e, mais um vez, Marina and the Diamonds nem passou perto de ser indicada. Com os comentários mais sensatos no universo pop, Marina falou sobre a falta de diversidade nas listas de indicados e isso vale para todas as outras.


"Lendo sobre artistas falando sobre Brit Awards e falta de diversidade. Eu olhei os indicados e é um pouco repugnante. A verdade é que o Brit Awards é uma premiação corporativa. Representar a diversidade não é uma prioridade. O dinheiro é a prioridade.

Isso não significa que os artistas que recebem os prêmios não são merecedores deles. Nós apenas precisamos perceber para que esta cerimônia de premiação serve: para vender. Particularmente num período que normalmente é considerado de pouca venda."


O que comprova a) que essas premiações são feitas para vender mais na época de calmaria são os filmes que estrearam no Brasil após a lista oficial do Oscar e b) o que comprova que "quem vende mais, ganha" é a quantidade de vendas de bilheterias para 007 comparando-a aos lucros do documentário The Hunting Ground - isso sem falar dos acessos no Youtube. Agora use a informação que te dei lá em cima e veja onde ela errou.

Mas, de qualquer forma, fico feliz por sua apresentação maravilhosa. Fez muita gente se emocionar e pensar acerca do assunto discutido. Embora seja um pequeno passo, foi um passo muito bem representado. Espero que ela tenha oportunidade de concorrer ao Oscar novamente.



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas